A DOENÇA DE TER ESSE BAIXO NOVO

Um jovem baixista entra na loja de música, com seu suado dinheiro economizado há meses em suas mãos. Ele está prestes a comprar um baixo, pensando que isto o fará tocar novos sons. Conforme ele anda ao longo da vitrine, pensando qual será o instrumento certo, a doença ataca. Seus olhos brilham, suas pernas tremem e suas mãos soam. Ele acaba de se tornar outra vítima do tenho-que-ter-este-baixo crônico. Por que? Ele acaba de encontrar o mesmo baixo que seu baixista favorito usa.

 

É idêntico em todos os aspectos. A mesma pintura extravagante, o mesmo corpo em forma de sei-la-o-que, o mesmo buraco perto dos captadores onde seu herói põe seus dentes enquanto faz aquele solo com a língua. O garoto está eufórico. Ele agarra o baixo, solta o dedão na corda MI - "esse som é demais" – corre para o caixa, paga e sai voando para casa.Dois meses depois, a vítima da doença acorda. Ele descobre que cabos de aço são mais macios de tocar do que as cordas deste baixo. O cheiro do esmalte lhe dá dor de cabeça, e ele já cansou de cortar seus dedos naquele lugar onde seu herói mordia. Aliás, este desistiu de tocar para ingressar na luta pela salvação das borboletas de Madagascar. Ufa!!Ok, exageramos um pouco. Mas existe legiões de músicos que não sabem como diferenciar um bom instrumento de um ruim. Se você é um deles, isto talvez te ajude. A moral da história é: "UM BOM BAIXO É AQUELE QUE PERMITE VOCÊ TOCAR O QUE VOCÊ OUVE".

 

Qualquer baixista experiente sabe disso. Corpos esquisitos, cores luxuriantes,e decalques não tem nada a ver com a qualidade e "tocabilidade" de um novo baixo. Se você escolhe um baixo que soa bem em primeiro lugar e que seja bonito em segundo plano, você é um comprador esperto que está à frente de outros. Qualidade é tudo. Não se esqueça disso a menos que você não se importe com qualidade e toca apenas pra aparecer. Alguns fazem isso, voce sabe.

 

Este poderia ser o fim do artigo. Não há mais o que dizer sobre este assunto,exceto que cada fabricante quer te convencer que seus baixos são melhores que os dos concorrentes. Não é nada incomum, e hoje existem grandes instrumentos no mercado. Você, na invejável posição de comprador, pode escolher entre dúzias de modelos e características: 4,5,6 cordas; duas oitavas; braço de grafite; modelos "vintage"; captação passiva, ativa; madeiras; etc...Então, você precisa decidir o que você precisa.

 

Benvindo ao seminário sobre "Comprar um baixo". Onde ele acontece? O ideal seria que isto acontecesse na loja de música onde você compra seu baixo. Aqui darei algumas dicas considerando suas necessidades como comprador e as necessidades da loja como vendedor. Não é complicado, e espero que ao terminar de ler isto você seja um consumidor mais cuidadoso.

 

 

O MUNDO DO COMÉRCIO

 

Primeiro, uma introdução. O propósito do comércio é fazer negócios, este é o pensamento americano e não há nada errado com isso. Quando você entra numa loja de música para ver alguns instrumentos para uma *possível* compra, o pessoal das lojas está preparado para vender algo que tem no seu catálogo. Os vendedores deveriam estar dispostos a ajudar você na tarefa de selecionar o baixo que melhor se encaixa as SUAS necessidades,não às da loja. Eles deveriam se desdobrar para ter certeza que voce está satisfeito, e que este instrumento será útil para você por longos anos. Os vendedores deveriam ter conhecimento do instrumento, pacientes, e prontos para dar algo além do que você espera. Eles deveriam saber explicar coisas para novatos. Infelizmente, não é isto o que ocorre.

 

Quando você entra numa loja para olhar ou comprar, você vai a um vendedor que não te ajuda em nada. Procure por outro. É SEU dinheiro, e a última coisa que você quer é um babaca estrelinha. Eu atendi baixistas em workshops, e perdi a conta de quantas vezes ouvi histórias sobre vendedores metidos dizendo: "Eu vendi uma guitarra para Axl Rose, e você não é ninguém". Se você não encontrar ninguém que fale sua língua, chame o gerente. Se nem isso te adiantar, procure outra loja. Mesmo que esta esteje a 100 km dali,acredite: a viagem vai valer a pena.

 

Há outro lado desta história. Você, o consumidor, não deveria atacar os vendedores ao seu redor. Frequentemente a loja está cheia de clientes com tempo para checar alguns instrumentos. Talvez os vendedores estejam ocupados com outros clientes e não possam te atender. Paciência! Eles vão te atender. Se você gosta de olhar muito antes de comprar, vá na loja cerca de uma hora antes dela fechar. Geralmente, nesse horário elas estão mais vazias e você terá todo tempo e atendimento que precisa, sem ficar se batendo com outras pessoas. Além disso você perceberá com mais atenção o que a loja tem a lhe oferecer.Agora sobre o produto. Aqui vai uma pequena história sobre como um baixo é construído, transportado e posto na vitrine. ( Eu conheço bem esta parte, pois desenvolvi o modelo Palaedium bass da Peavey, e sempre mantive contato com pessoas que fazem o mesmo serviço ). Depois que o instrumento é fabricado, a fábrica despacha o produto para a loja por avião ou caminhão. O baixo é envolvido numa embalagem protetora, mas certas partes pode sofrermudanças na viagem, como o tensor do braço. Além disso, o instrumento sofre com a mudança de clima: ele pode sair de um lugar quente e úmido para um onde o ar é frio e seco. Isto altera a regulagem do instrumento. Quando o baixo chega à loja, ele é desempacotado e posto na vitrine. Algumas lojas possuem um serviço técnico, onde o instrumento fica antes de ir para a vitrine.

 

Mesmo que o instrumento seja ajustado pela loja, é muito difícil que você o pegue da vitrine esperando que ele toque como você quer que ele faça,mesmo que seja um grande baixo. Por que? Porque ninguém pode ajustar o braço, captadores e ponte do jeito que você precisa. Eles não conhecem as suas necessidades, é impossível. Isto é normal no comércio de instrumentos.

 

Quando uma fábrica diz que faz o melhor baixo da Terra, o que eles dizem é : Sim, ele é, desde que ele esteja ajustado ao seu modo de tocar.Sua responsabilidade como consumidor é ter certeza de que o baixo que você compra está propriamente ajustado. Desse modo, você pode fazer uma decisão inteligente sobre comprá-lo ou não. É como comprar a casa dos seus sonhos, mas você vai trocar a pintura, o piso, as louças. A casa É perfeita, mas não está ajustada do seu modo.

 

O local ideal para ter o baixo ajustado às suas características é na loja, ANTES de você comprar o instrumento. O vendedor deveria ajudar ajustando o instrumento *de demonstração* ao seu modo de tocar, de modo que você possa decidir na compra ou não. Aqui é onde o problema começa.

 

PROBLEMA #1) Você está dando mais trabalho para o vendedor, que talvez não queira ser incomodado ajustando baixo(s) para você.

PROBLEMA #2) É mais uma responsabilidade nas suas costas, você com certeza vai querer testar vários baixos, e todos terão de ser igualmente ajustados para uma comparação justa.

PROBLEMA #3) Você pode deixar o vendedor um pouco *BRAVO* se no final dascontas você não comprar nenhum baixo.Se você tiver sorte, você encontrará um vendedor que tem compaixão por pessoas que querem o melhor para si. Sim, eles existem.

 

 

PARTES MÓVEIS

 

Exitem muito mais instrumentos sendo feitos hoje, e muito mais fabricantes hoje do que há um tempo atrás. Mas, o desenho genérico da grande maioria dos instrumentos não é diferente daquele concebido pelo pai do baixo elétrico, Leo Fender, embora os instrumentos atuais sejam mais complexos. Mas por causa da origem comum, instrumentos medianos podem ser tão bons como os mais caros da loja. Mesmo os instrumentos mais caros precisam ser ajustados às suas necessidades. Não se deixe levar que altos preços traduzem que vocêvai tocar melhor do que com um modelo mais barato.

 

Por que isso? Simplesmente porque existem 3 partes móveis que podem ser ajustadas para fazer o baixo soar do jeito que você quiser. Sào o braço, a ponte e os captadores. Isto pode parecer óbvio. Embora isto não seja um segredo, eu raramente encontrei baixistas que lembram de ajustar estas partes NA LOJA, com ajuda de vendedores, enquanto decidem se compram ou não. A maioria não faz isso.

 

Se isso se encaixa no seu estilo, um baixo pode ser ajustado de modo que o "toque" na corda seja quase sem esforço.. Isto pode ser atribuído ao modo como voce ajusta o baixo. O pescoço, a ponte e os captadores concentram 90% do tipo de resposta que o baixo proporciona. Não existe uma regulagem para todo mundo, mas com certeza existe uma para você.

 

Todo baixo com braço de madeira possui um tensor, uma barra de aço que atravessa seu interior e previne o arqueamento do mesmo pela tensão das cordas. Braços de grafite não o possuem, pois sào mais resistentes. O tensor é ajustável. Um braço perfeitamente ajustado, como você deveria saber, não é perfeitamente reto, embora possa ficar muito perto disso. O braço usualmente apresenta um alívio, um ligeiro arqueamento que previne as cordas de encostarem nos trastes. Atuando no tensor, você pode alterar este alívio, e isto tem um profundo efeito na resposta do baixo. Este simples e rápido ajuste permite que você levante ou abaixe as cordas do braço e dos captadores. Ruídos podem ocorrer quando você faz isso, isto é normal e pode exigir novo ajuste. Isto pode ocorrer devido a um desnivelamento dos trastes, que pode ser facilmente corrigido por um luthier.

 

Os captadores possuem parafusos para segurá-los no lugar, e estes permitem que os mesmos sejam levantados ou abaixados. Você pode ficar chocado ao saber quantas pessoas desconhecem isto. Na maioria das vezes, tudo o que você precisa é uma chave Philips e atuar nos parafusos. Isto produz uma sensível diferença na resposta do instrumento quando você toca as cordas com os captadores na altura certa. Se eles estiverem muito baixos, o sinal será fraco, e você terá que pôr mais força para tirar som das cordas. Se eles estiverem muito altos, o campo magnético pode interferir com a vibração das cordas e "sufocar" a nota. Ambas as situações tornam o instrumento difícil de tocar. Um pequeno ajuste pode resolver o problema. Se você nunca experimentou o sentimento de captadores devidamente ajustados, você terá uma agradável surpresa. A beleza disto está em se você tocar sobre os captadores como eu, você pode ter a sensação de estar tocando numa mesa. Se você esfregar seus dedos contra os captadores enquanto toca as cordas, você talvez sinta que nào precisa de tanta força física para tocar. Suas mãos ficam longe de uma situação desgastante, e o ajudará a prevenir a tendinite ou outros problemas. Você terá mais controle sobre seu som e suas notas. Mas, se você soltar demais os parafusos, os captadores podem cair. Isto é facilmente reparável, e não danifica seu instrumento.A ponte concentra a maior parte da resposta do baixo. A maioria das pontes é desenhada para ser levantada e abaixada para ajustar a altura das cordas. Isto é geralmente feito com uma chave Allen. Como as cordas vibram entre o rastiglio e o apoio da ponte, isto afeta diretamente o som do baixo.

 

 

INCRÍVEL BAIXO

 

Com isso, você deve saber agora como é importante ter um baixo ajustado na loja. A decisão de como ajustar começa quando você pega o primeiro instrumento da vitrine. Você pode senti-lo desconfortável, então peça ao vendedor que ajuste o tensor. Se ainda não estiver ok, ajuste a ponte. Isto vai e volta até chegar no ponto ótimo para você. Somente através deste processo você vai descobrir se este é o baixo certo para você. Fazendo isto não deve levar mais do que 15 minutos e não é tão complicado ajustar estas peças. Mas fará um mundo de diferenças nomodo que você mede a qualidade do instrumento. Se você precisa que seja feito, faça que seja feito.

 

Lembre-se que você está ajustando um baixo para ver se você quer comprá-lo ou não. Se acontecer depois de todo este esforço que este não é o seu baixo, não desanime, pois agora você sabe qual a regulagem ideal para você.Lembre-se também que o baixo será vendido com um tipo específico de cordas, que pode ser ou não o seu kit favorito. Portanto, não será sem sentido você comprar um jogo de suas cordas favoritas e colocá-las no baixo que você está testando. Mas eu disse sobre UM ÚNICO jogo de cordas que será instalado e removido de cada baixo que você testar. É um investimento que vale a pena, se levar em conta o preço do instrumento.

 

Às vezes, você tem sorte. Você pega um baixo e o acha incrível. Está ajustado do jeito que você queria. Se isso acontecer, compre-o e fique grato a Deus, você é um cara de sorte. Mas se o baixo precisar de ajustes e o vendedor não estiver a fim de ajudar, então vá para outra loja que trate você como um precioso comprador e não como um criador de problemas-pentelho-pé-no-saco, que faz um monte de perguntas estúpidas sobre captadores e tensores, não há nada errado com este baixo e quem escreveu este artigo é um imbecil. É  isso, espero que isto ajude.

 

CONTATO

frajolasmusiccenter@gmail.com

11 2485-7667

11 9 9706-5866 (whatsapp)

REDES SOCIAIS

  • facebook-square

ENDEREÇO

Av. Dr. Timóteo Penteado, 3616, CJ 22

Vila Galvão, Guarulhos / SP CEP 07061-001

Apoio: 4A Comercial Elétrica Ltda